Postagem em destaque

Como iniciar a sua carreira de Segurança da Informação?

Planejamento para se tornar um Analista de Segurança da Informação. Monte o Seu. Após um pouco de pesquisa sobre o tema e conversad...

Brasil vai sediar evento internacional de Segurança da Informação

Organizado pela empresa alemã NürnbergMesse, o congresso it-sa 2014 será realizada entre os dias 15 e 16 de abril, em São Paulo

O Brasil ganhou importância maior na agenda da NürnbergMesse, empresa alemã, que promove eventos internacionais focados em diversos segmentos. A companhia traz para o País a it-sa, sua conferência focada na área de segurança da informação, que será realizada entre os dia 15 e 16 de abril, no Clube Transatlântico, em São Paulo.

A it-sa, que entra este ano na 6ª edição, sediada na cidade de Nuremberg, na Alemanha, é considerada o terceiro maior evento do mercado mundial na área de segurança da informação, depois da RSA Conference, que acontece nos Estados Unidos e da Infosecurity Europe, que é realizada em Londres. 

A versão brasileira será no formato de congresso, sem área de exposição de produtos, como acontece na Europa. Sua vinda para o País é resultado de uma parceria entre a NürnbergMesse e a TeleTrust, associação alemã de segurança em TI. Seu público estimado nos dois dias é de aproximadamente 300 pessoas, segundo os organizadores.

"O mercado brasileiro de segurança da informação atingiu a marca significativa de investimento de U$ 1 bilhão e o setor apresenta diversas oportunidades. Este é o melhor cenário para promover uma troca de experiências, networking e gerar negócios por meio de um novo projeto no País", explica o responsável pela it-sa Alemanha, Frank Venjakob.


O Congresso it-sa Brasil 2014 é considerado uma iniciativa pioneira pela diretora-geral da NürnbergMesse Brasil, Ligia Amorim, que já esteve à frente de outros eventos no Brasil, como a Telexpo, promovida pelo grupo norte-americano Advanstar. 


Tema está na agenda dos executivos

A executiva argumenta que o tema segurança da informação está na pauta de todos os executivos, principalmente depois das denúncias de espionagem eletrônica pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA), que tem como possíveis vítimas a presidente da República do Brasil e a Petrobras.

"Todos estão preocupados neste momento com as questões de segurança", constata Lígia, mencionando o caso dos CEOs que querem ter garantias de que um projeto sigiloso, discutido internamente com sua área de negócios, não se tornará público, antes do tempo. A TI também vive momentos de apreensão com a consumerização dos dispositivos móveis e tecnologias emergentes como a computação dos vestíveis, que podem filmar e transmitir dados sem que ninguém perceba.

Como resultado disso, Ligia relata que ataques podem acontecer a qualquer hora e lugar, inclusive no Brasil. Prova disso é o estudo da EY (antiga Ernst Young), publicado este ano, que revela que as empresas brasileiras estão aplicando mais em segurança da informação. Para 54,2%, os riscos de ataques cibernéticos aumentaram em 2013. Entre as entrevistada,  62,2% declararam que irão ampliar seus investimentos nessa área. 

Tudo o que é sensível precisa ser protegido, dispositivos móveis, aplicações em nuvem e dados de negócios, o que desafia os gestores de tecnologia, segurança da informação e todos os executivos responsáveis pelas operações das companhias. 

É diante desse cenário, que executiva enfatiza a necessidade de o Brasil ter um evento focado nessa área. Ela observa que este tema tem sido abordado dentro de outras feiras e congressos, como na área de bancos, telecom e segurança física. 

Segundo os organizadores, o it-sa Brasil 2014 propõe um modelo diferenciado, que apresenta painéis de discussão com experts do mercado no segmento de IT Security. Entre os temas abordados durante o congresso estão: Cloud Security, Big Data, Mobile Security, Internet of Things (IoT) e Cyber Security.