Postagem em destaque

Como iniciar a sua carreira de Segurança da Informação?

Planejamento para se tornar um Analista de Segurança da Informação. Monte o Seu. Após um pouco de pesquisa sobre o tema e conversad...

20 anos de Linux

O dia 25 de Agosto foi muito especial para a comunidade Linux. Há exatos 20 anos, Linus Torvalds sentou-se diante de seu computador para compartilhar com os usuários da rede "comp.os.minix" da Usenet o sistema operacional que ele fez como "hobby". Ali, o Linux era anunciado de forma oficial, e aquele anúncio entrou para a história.

Mal sabia Torvalds, na época, que o seu pequeno "hobby" mudaria o mundo da computação para sempre. É até engraçado pensar que, em 1991, o Linux foi desenvolvido com o objetivo de funcionar apenas com um tipo de computador. Saltando para 2011, o Linux pode ser encontrado em quase tudo: desde computadores pessoais e consoles para videogames até relógios, microondas, carros e outros dispositivos eletrônicos.

Para marcar a data, a Fundação Linux criou um infográfico que mostra a evolução do Linux ao longo desses 20 anos. Para visualizar o infográfico e saber mais sobre ele, clique aqui.
Estas foram as primeiras palavras de Linus Torvalds no dia em que lançou o Linux:
"Olá para todos que estão usando o minix.


Eu estou fazendo um sistema operacional livre, que é apenas um hobby, que não será tão grande ou profissional como o GNU, para computadores com processadores 386 e 486. O sistema está em desenvolvimento desde abril, e está começando a ficar pronto. Eu gostaria de algum feedback sobre o que as pessoas gostam ou não gostam no Minix, já que o meu sistema operacional se parece um pouco com ele (mesmo layout do sistema de arquivos - por razões práticas - entre outras coisas).
Atualmente, eu portei o bash (1.08) e o gcc (1.4), e os dois parecem funcionar bem. Isso significa que eu vou conseguir alguma coisa prática dentro de alguns meses, e eu gostaria de saber quais as características que a maioria das pessoas gostariam de ver. Todas as sugestões são bem-vindas, mas não prometo que vou implementá-las.


Retirado de texto : Eduardo Moreira