Postagem em destaque

Como iniciar a sua carreira de Segurança da Informação?

Planejamento para se tornar um Analista de Segurança da Informação. Monte o Seu. Após um pouco de pesquisa sobre o tema e conversad...

Autobiografia não autorizada de Julian Assange aparece

Por Emma Woollacott


Biografias não autorizadas são uma coisa - mas autobiografias não autorizadas? Ainda assim, isso é o que Canongate Books(a editora que lançará o livro) publicou ontem, com o seu novo livro sobre o fundador do Wikileaks  Senhor Julian Assange.

Em dezembro passado, Assange assinou um contrato com a editora para escrever um livro que seria parte memórias , parte manifesto. A obra recebeu um adiantamento de £ 500.000.

"Espero que este livro se torne um dos documentos de unificação da nossa geração. Neste trabalho muito pessoal, eu explico a nossa luta mundial para forçar uma nova relação entre as pessoas e seus governos ", disse ele na época.

Assange chegou a participar de mais de 50 horas de entrevistas gravadas com o escritor fantasma Andrew O'Hagan.

Mas depois de ver a primeira versão em março, ele mudou de idéia - aparentemente dizendo que era porque ele considerava todas as memórias como uma especie de prostituição. Ele também estava preocupado que ela poderia ajudar nas tentativas dos EUA para extraditá-lo sob a acusação de espionagem.

"Em 7 de Junho de 2011, com 38 editoras de todo o mundo comprometida em lançar o livro, Julian nos disse que queria cancelar seu contrato. No entanto, ele já havia assinado e recebido seu adiantamento, já havia colocado seus advogados para resolver suas contas legais", diz Canongate .

"Decidimos honrar o contrato e publicar. Uma vez que já foi pago o adiantamento, vamos continuar a honrar o contrato e pagar royalties ao Julian. "

No livro Julian Assange: A Autobiografia não autorizada, Assange aborda tudo, desde as alegrias de hacker até a mulher "neurótica", que o acusou de agressão sexual na Suécia.

Até a próxima!