Postagem em destaque

Como iniciar a sua carreira de Segurança da Informação?

Planejamento para se tornar um Analista de Segurança da Informação. Monte o Seu. Após um pouco de pesquisa sobre o tema e conversad...

Portal Brasil Mais TI para capacitação profissional é relançado pela Softex

Apresentado com novas tecnologias e ferramentas desenvolvidas pela Gestum, em parceria MCTI, a meta do projeto nesta nova fase é capacitar 10 mil pessoas até dezembro.

Foi lançado hoje (19), o novo portal do projeto Brasil Mais TI, desenvolvido pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC), sob coordenação técnica da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) e implantado pela Gestum. Projeto foi inicialmente apresentado ao mercado pela Brasscom.

Acessado em mais de 90 países, o Brasil Mais TI é considerado um projeto inovador que atua em três pontos essenciais da formação profissional: conhecimento, capacitação e oportunidade. Trata-se do 3º maior programa de capacitação gratuita do mundo (MOOC), oferecendo mais de 20 cursos em mais de 1,5 mil horas de aula. 

Essa nova fase do projeto incorpora avanços tecnológicos ao portal. A navegação está mais intuitiva, com integração a redes sociais, além da plataforma estar mais completa e suportar um número bem maior de cursos.

Entre os cursos disponíveis estão Algoritmo, do qual participou 62% do público até o momento, Comunicação Visual para Web e Java. Segundo pesquisa desenvolvida pela Gestum, 3% a 7% dos brasileiros têm interesse ou vocação para a área de TI, um potencial de 3,6 milhões a 8,44 milhões de pessoas que poderiam atuar no segmento O Brasil Mais TI capacitou em sua fase piloto (2012-2013) 33 mil pessoas. Nesta nova etapa, a meta é capacitar, até dezembro, mais 10 mil e ministrar mais de 100 mil cursos.


Outra novidade do site é o Teste de Perfil Pessoal e Profissional, um jogo que permite ao jovem avaliar o seu interesse e conhecimentos do mercado do TI. Desenvolvido em parceria com o professor João Brandão, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a plataforma simula uma série de entrevistas virtuais que orientam o jovem para os cursos que mais se adequam ao seu perfil.

“Seu objetivo é despertar a vocação e estimular a entrada de novos profissionais em um setor em franco processo de crescimento e considerado estratégico para o Brasil. O mercado de trabalho na área de TI é muito amplo e os salários são também bastante atraentes. Outro ponto importante e muito positivo é que há uma forte demanda por profissionais qualificados e ela tende a aumentar nos próximos anos”, explica Ana Beatriz Pires, gestora de projeto da Softex.

De acordo com Jefferson Plentz, diretor de P&D da Gestum, a área de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) no Brasil cresce dois dígitos ao ano, o que hoje representa um contingente de 1,23 milhão de profissionais no País. “Diante deste cenário, temos a necessidade e urgência de capacitar esses talentos. O mercado nacional de TIC, mesmo remunerando o dobro da média salarial brasileira, ainda carece de profissionais qualificados para preencher as vagas disponíveis”, diz Plentz.

O Caderno Temático “Mercado de Trabalho e Formação de mão de Obra em TI”, publicado no final do ano passado pelo Observatório Softex, unidade de inteligência, estudos e pesquisas da entidade, aponta para um déficit aproximado de 408 mil profissionais em 2020.