Postagem em destaque

Como iniciar a sua carreira de Segurança da Informação?

Planejamento para se tornar um Analista de Segurança da Informação. Monte o Seu. Após um pouco de pesquisa sobre o tema e conversad...

Temor de vazamentos de informações ainda freia estratégias de mobilidade

Mas, por mais que seja estressante manter conexões 24 horas, o uso dos dispositivos móveis deve crescer nas empresas

Pesquisa realizada pela Voitel Conference revela que celulares, tablets e outras tecnologias ampliam a produtividade no dia a dia.  Mas as empresas temem os riscos de vazamento de informações e a segurança de dados corporativos, especialmente quando os funcionários adotam seus próprios dispositivos móveis no ambiente de trabalho.

Para 51,56% dos entrevistados a comunicação unificada, envolvendo todas as ferramentas, ganhará nova dimensão na empresa, pois, facilita a colaboração e é essencial para melhorar o desempenho dos negócios.

A pesquisa indica ainda quais serão as tecnologias mais utilizadas na comunicação colaborativa no momento: videoconferência (24,3%), audioconferência (22,07%), telefonia digital (21,62%) e streaming (7,21%).


A maioria dos pesquisados (66,2%) concorda que há vantagens para os dois lados, empresas e funcionários, com o uso de dispositivos móveis e o estar sempre conectado. Mas, segundo 38,1%, o uso desses dispositivos nem foi implantado, especialmente no caso dos aparelhos de uso pessoal; já  22,2% revelam haver restrições por segurança de dados por parte das empresas.

Quase a metade, 48,15%, acredita que o crescimento dessas tecnologias dará impulso a um futuro sustentável, principalmente se aliado ao cloud computing (40,7%). Apesar dos benefícios, 50,57% afirmaram não ter comunicação unificada implantada na empresa. A enquete foi realizada pela internet em parceria com o grupo IDG, que tem na base de assinantes profissionais de TI: internet, computação, carreira, redes e telecomunicações.

“Com a internet, o profissional acessa aos sistemas da empresa, como pastas de rede, reuniões virtuais, CRM, ERP, entre outros. Toma decisões com maior rapidez, tem liberdade de locomoção e, principalmente, flexibilidade para trabalhar de onde for necessário, seja de uma filial, viajando ou de casa”, destaca Daniela Wajman, gerente de marketing do Grupo Voitel.

 “A empresa reduz custos de gestão, manutenção de servidores e outros equipamentos, além de deslocamentos. E passa a se preocupar com o que é estratégico”, assegura. “Custa caro manter infraestruturas”, diz.  Daniela destaca, ainda, estudo da empresa internacional de consultoria Frost & Sullivan que aponta crescimento de 25% para esse mercado na América Latina em 2015 (incluindo audioconferência, webconferência e videoconferência): “Cabe às empresas estabelecer políticas de privacidade para delimitar os padrões de conduta”, avalia. 

A internet ultrarrápida será essencial para melhorar o desempenho dos negócios na opinião de 51,6% (embora 18% não esperem mudanças no curto prazo).

Quando o 5G chegar ao país novos protocolos sem fio, designs de rede, esquemas de compartilhamento de espectros e pequenos transmissores devem surgir e 21,8% dos profissionais acreditam que terão de buscar novos conhecimentos para essa realidade.

Fonte: CIO